Açúcar e envelhecimento da pele

16-pele

Dieta inadequada, rica em açúcares é  uma das causas de envelhecimento cutâneo e flacidez. Quando ingerimos grandes quantidades de  açúcar e outros alimentos com alta carga glicêmica, são produzidos muitos agentes de glicação avançada, radicais livres e/ou espécies reativas de oxigênio. Produtos de glicação avançada (AGE), do inglês Advanced Glycation End Products, são compostos formados pela reação não enzimática entre  açúcares redutores e grupo amino livres de proteína, lipídeos e ácidos nucleicos. O organismo possui receptores para esses AGEs em várias células, os denominados RAGEs que, quando ativados, são responsáveis por uma cascata de eventos que incluem a ativação de fatores inflamatórios, explicando a sua relação com doenças cardiovasculares, renais, câncer, artrite, complicação do diabetes, entre outros.

Esses produtos em excesso aderem  à matriz de colágeno.

A pele é afetada pelo processo de envelhecimento e numerosas modificações são observadas. No ser humano com o passar do tempo a pele torna-se seca, mais fina, manchas aparecem, elasticidade diminui e a rigidez aumenta, em conjunto com o aparecimento de rugas e flacidez. Para diminuir o estresse oxidativo, a glicação e as suas consequências, devem ser feitas modificações na dieta.

. Evitar ou diminuir drasticamente o consumo de refrigerantes e bebidas alcoólicas;

. Usar alimentos de carga glicêmica moderada a baixa;
. Substituir  arroz branco por arroz integral, cereais por sementes como quinua, amaranto e trigo sarraceno.

. Preferir as raízes  como cará, inhame, batata doce. Incluir oleaginosas (nozes e castanhas) na alimentação.

. Frutas vermelhas, ricas em antioxidantes, com morangos, mirtilos, amoras, etc.

. Evitar óleos vegetais e frituras e usar o azeite extra virgem para temperar.

. Incluir óleo de linhaça ou óleo de coco como suplementos.

. Evite excesso de sal e faça exercício fisco.